Este é o primeiro livro de uma série de 8, que correspondem a cada capítulo do livro de Cantares de Salomão. Este livro traz a proposta de três modelos de capa. O título do livro está baseado no capítulo e no versículo 3 que diz: “O aroma dos teus perfumes é suave, teu shem, nome, é como shemem, óleo perfumado que se derrama generosamente“.  Só este versículo é suficiente para produzir centenas de volumes de livros sobre as diversas perspectivas sobre relacionamento amoroso e os seus caminhos e descaminhos. Para desenvolver o conteúdo do livro, tomei por base, de forma objetiva e focal, quatro abordagens da teoria da literatura para nortearem a minha pesquisa. Devo dizer que o foco do livro não é fazer uma análise histórica, hermenêutica e exegética com rigor teológico-acadêmico, mas conduzir o leitor pelo caminho da reflexão devocional da existência posto sobre os processos do relacionamento amoroso.

Análise simbólica: Exploro o significado do “shemen” como um símbolo de poder, atração e sedução. Neste sentido faço uma conexão de sentido e significado para expor como esse símbolo se relaciona com outros elementos presentes no texto, como os perfumes, as jovens apaixonadas e a personagem do amado. Além disto apresento uma rica reflexão na relação semântica, linguística e estilística na relação entre shem – o nome -, e shemem – o óleo (um óleo em situação especial: é perfumado e que é derramado generosamente).

Estudo de personagens: Uma abordagem centrada nas personagens, tanto a amada quanto o amado, nos permitiu fazer uma análise mais aprofundada de seus perfis e suas dinâmicas de relacionamento. Sendo possível investigar como o poder do nome e o aroma suave dos perfumes contribuem para a construção dessas personagens e para a atração mútua entre elas.

Análise linguística: Ao explorar a linguagem poética presente em Cantares de Salomão e examinar como o uso de metáforas, imagens sensoriais e outros recursos estilísticos contribuem para transmitir a sensualidade e a sedução presentes no texto. Essa abordagem nos permitiu desenvolver a análise de versos específicos, bem como o estudo da estrutura e das características formais do poema.

Contexto histórico e cultural: Uma abordagem contextual poderia explorar o cenário histórico e cultural em que Cantares de Salomão foi escrito. Isso permitiu investigar as práticas e os significados associados ao uso de perfumes na antiguidade, bem como as concepções de beleza, amor e sedução na sociedade da época.

Cada abordagem oferece uma perspectiva distinta sobre o tema central, permitindo uma análise mais ampla e aprofundada.